Sala de Recurso Multifuncional

"Se uma criança não pode aprender da maneira que é ensinada, é melhor ensiná-la da maneira que ela pode aprender."

(MARION WELCHMANN)









domingo, 4 de dezembro de 2011

Máscaras Africanas

Projeto Máscaras Africanas


A articulação entre teoria e prática é sempre um desafio entre o pensar e o fazer. Há uma grande distância que pode ser vencida e um dos caminhos possíveis para a superação dessa situação é a construção de estratégias de integração entre pressupostos teóricos aliados às práticas pedagógicas.

A E.E. Norberto Schwantes de Terra Nova/MT desenvolveu durante este ano, atividades dentro do Projeto “Cultura Afro-Brasileira e Mato-grossense”. O projeto foi idealizado e construído durante a semana pedagógica, no início do ano letivo e trabalhado no decorrer do mesmo com encerramento cultural no dia 18 de Novembro de 2011. A apresentação realizou-se através de oficinas que possibilitaram aos alunos interagirem com: textos, filmes, músicas, vídeos, danças, dramatizações, pintura em tela, artesanato em biscuit, capoeira e culinária.

Na Sala de Recurso Multifuncional, desenvolvi o Subprojeto Máscaras Africanas, os diversos povos africanos através das suas manifestações artísticas, possibilitaram aos ocidentais uma nova concepção da arte e do belo. As Máscaras retrataram variedades faciais que podem ser abstratas, animais, uma combinação de características humanas como expressões amedrontadoras, exageradas ou alegres e festivas, além de se diferenciar através de suas várias formas e tamanhos diferentes. Por ser a arte desse continente muito ampla, a prioridade foi o trabalho artístico com Máscaras Africanas, acreditei que o ensino da arte está intimamente ligado ao interesse de quem ensina e aprende rompendo com as barreiras da exclusão, visto que a prática educativa está embasada na capacidade de cada um. Cada aluno da Sala de Recurso tem suas particularidades que se respeitadas e bem trabalhadas dentro das limitações de cada indivíduo, há possibilidades de bons resultados.

O trabalho com a arte contribuiu para que os alunos inclusos explorassem seu intelecto, suas funções psicomotoras e a vivenciando a valorização social ao ver seu trabalho exposto e apreciado por toda uma comunidade.

Referências Bibliográficas



FERNÀNDEZ, a. A inteligência Aprisionada – abordagem psicopedagógica clínica a criança e sua família.Porto alegre, Artes Médicas, 1991.

LAKOMY, Ana Maria. Psicopedagogia – Teorias Cognitivas da Aprendizagem. Curitiba/PR. Ed. IBPEX. 1ª edição. 2008.


ARNHEIM, R. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Pioneira/USP, 1980.



















RESULTADO FINAL DESTA LINDA ARTE:
























































3 comentários:

  1. ALÔ, MEU NOME É sUELI, SOU PSICOPEDAGOGA E ARTE-TERAPEUTA. ENCONTREI SEU BLOG POR MEIO DE UMA SEGUIDORA SUA, A LULU. VIM CONFERIR AS NOVIDADES PORQUE O NOME DO SEU BLOG CHAMOU MINHA ATENÇÃO. vI, GOSTEI E JÁ SOU SUA SEGUIDORA. TENHO TRES BLOGS, MAS MEU CARRO-CHEFE É O "MIL MANEIRAS ESTIMULAÇÃO PEDAGÓGICA", O ENDEREÇO ELETRÔNICO E www.milmaneiraspedagogia.blogspot.com. PASSE POR LÁ QUANDO TIVER UM TEMPINHO E FICAREI MUITO HONRADA. oS OUTROS DOIS SÃO EXTENSÕES DESTE. aCHO QUE VOCÊ VAI GOSTAR DELES. BJS E SUCESSO. ESTOU LEVANDO SEU LINK PARA DIVULGÁ-LO NOS MEUS BLOGS.

    ResponderExcluir
  2. AH! ESQUECI DE MENCIONAR QUE ADOREI ESTE PROJETO DE MÁSCARAS AFRICANAS. TENHO PROCURADO, MAS POUCAS PESSOAS TRABALHAM COM ESTE TEMA. ESTÁ REALMENTE MUITO BOM. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  3. Oi Sueli, obrigada pelo carinho. Visitarei seu blog com certeza. Abraços

    ResponderExcluir